Notícias

Ultimas Notícias

Jorge Barcellos: a fantástica fábrica de chocolate da direita

O filme "Fantástica fábrica de chocolates", de Tim Burton, é o que mais se assemelha à nossa campanha eleitoral. Como na promoção do filme de Wonka, cada candidato de direita é aquela criança ávida pela barra de chocolate — leia-se voto — que o levará a prefeitura. E da mesma forma que no filme, onde o que menos importa é o conhecimento das crianças de como é feito o chocolate, na eleição o que menos importa para a direita é o conhecimento de como funciona a cidade, mas como se reelabora a ideologia.Todo o segredo da campanha política da direita está em como ela se dirige para as massas. Nela, os políticos brotam na propaganda de forma reluzente por "amor a Porto Alegre", "abraçando a cidade", típicos da sociedade do espetáculo que se move pelo marketing. Que a direita acredite que a propaganda é a alma do negócio, é natural; que a esquerda acredite nisso também, é uma temeridade.A direita quer convencer a população cansada da política a votar nela pela overdose de exibição, como o chocolate que jorra na fantástica fábrica e que flui para o bosque. No filme, tudo é comestível como na campanha, onde a direita "come" projetos de esquerda e oculta quem é o representante dos empresários, quem é o representante do continuísmo e que candidatos hoje integram o governo que está aí. Nesse discurso ilusório, os políticos são como oompa-loompas que levam o cidadão para cenários mais improváveis: alguém acredita nessas insanas fantasias visuais em que candidatos pulam o muro que separa a rua das casas em busca do eleitor? É aí que se encontra a ideologia.Ao contrário do filme, os candidatos não fracassam como as crianças do filme porque apresentam fraquezas morais, eles são vitoriosos justamente pela eficácia de suas promessas, é só olhar quem lidera as pesquisas. Mas cuidado, eleitor: nos discursos dos candidatos de direita ocultam-se, nas entrelinhas, as ameaças que cercam a administração da prefeitura pelos próximos anos: a redução dos investimentos, a privatização e a terceirização de serviços. Isso significa o aprofundamento do projeto de direita já em andamento no Estado.A lição moral da eleição, diferente da do filme, é que vence aquele que joga com os símbolos da alienação capitalista, do afeto domesticado, da falsa promessa, da ocultação das origens e da negação da continuidade. Leia outros artigos

Leia Mais

Ricardo Hingel: o custeio para a retomada do crescimento

Questão que ajuda a explicar o histórico baixo crescimento brasileiro é a insuficiente taxa de investimento, das menores entre os países da América do Sul e Central, fruto também da expansão de uma carga tributária direcionada, basicamente, a despesas de custeio.É comum os analistas dizerem no mercado que os níveis de investimento privado são semelhantes a países comparáveis, porém, o público, que o deveria complementar, é insuficiente.A estratégia do atual governo conta com uma ampliação dos investimentos, em que a infraestrutura é foco e um programa de concessões e privatizações faz parte do modelo. Mais, na medida em que os índices de confiança forem sendo restabelecidos, o empresariado em geral também deve retomar uma gradual ampliação de sua capacidade instalada.A demanda por novos investimentos, independentemente de sua natureza, vai se defrontar com o problema histórico de seu financiamento. As elevadas taxas de juros brasileiras, oficiais e de mercado, não representam alternativa adequada para financiamentos de longo prazo, pois seus custos são incompatíveis ou dificultam o retorno de qualquer investimento ou o encarecem.O governo anterior apostou em uma alternativa heterodoxa ao tomar recursos no mercado emitindo títulos da dívida ao custo de Selic e repassá-los ao BNDES para o financiamento do investimento, totalizando, hoje, R$ 524 bilhões, algo como 18% da dívida pública e 9% do PIB. Ao mesmo tempo, aumentou sua despesa, na medida em que subsidia esses empréstimos, cobrindo a diferença entre a taxa cobrada pelo banco, que pode chegar a 2,5% ao ano em algumas linhas e seu custo, hoje superior a 14% anuais.Em junho, o BNDES possuía uma carteira de crédito de R$ 645 bilhões, com os repasses do Tesouro Federal representando cerca de 80% de seus empréstimos.Os setores como eletricidade e gás, petróleo e combustível e transporte terrestre absorvem cerca de 37% dos financiamentos do banco, além de outros direcionamentos a diversas áreas voltadas à infraestrutura.Esse modelo, além de pressionar a dívida pública e a despesa com o subsídio dos juros, já está esgotado e não foi e nem será suficiente para elevar a taxa de investimento brasileiro. Nas condições atuais, a estruturação de operações em mercado aos juros praticados no Brasil inviabiliza o financiamento, pois eleva o custo de capital e dificulta o retorno dos investimentos. Nas taxas de juros projetadas pelo mercado para os próximos anos persiste a tendência de juros reais elevados, o que tende a manter essa dificuldade para a retomada do investimento. Leia outros textos de opinião

Leia Mais

Pedro Gonzaga: Noite

A crônica é um gênero inegavelmente diurno. Chega com o jornal. Se a perdemos no café da manhã, bebemo-la no intervalo do trabalho, no transporte público, no espaço compulsório de uma espera, quando muito, furtamo-la sobre os ombros de alguém à hora do almoço. Por isso, seus assuntos são as coisas do dia: a política, o esporte, a cultura e os costumes. Se a crônica é um pouco mais íntima, se se nutre de reminiscências e de anedotas pessoais, ainda assim mantêm a virtude das conversas cotidianas, raramente ganhando o tom grave que reservamos às coisas da noite. Poderia pensar em inúmeros poemas que se passam ao anoitecer, de madrugada, que foram concebidos para nos envolver como o sereno. E nem precisamos ir aos românticos que veneravam a lua encharcados de melancolia, versos noturnos estão por toda parte (não sei quantas vezes é noite em Drummond, quantos vinhos os poetas chineses beberam ao relento). Peço, em contrapartida, que vocês tentem se lembrar de quantas crônicas frequentam esses lugares. Seguro que as há, mas é de contar nos dedos.Penso nisso enquanto vejo o dia cair preguiçoso, sucedido pelo frio saudável das primeiras noites da primavera. Uma crônica sobre a noite. Entre os galhos que se debruçam sobre a sacada do Hotel Charrua, em Santa Cruz do Sul, brilha o planeta vizinho e inabitável, a minha primeira grande decepção cósmica, ainda pelas mãos do Carl Sagan. As luzes da rua se acendem de súbito, um pouco fora do tempo. Por vezes, seria bom ser como o Mickey no Fantasia, controlando todos os efeitos ao redor, suspendendo por alguns minutos a iluminação pública, os carros de som dos candidatos desesperados, mesmo que fosse preciso pagar o preço que o bom camundongo paga no desenho, o caos completo no porvir.Veja também:  Pedro Gonzaga: O padrinho Pedro Gonzaga: Os inimigos da poesia são Valeria a pena. Porque esta noite que vocês agora leem, só faltou que chegasse lenta, três minutos em que tivesse permanecido estática, três minutos em que o amor a tivesse por fundo fixo. Depois, estão as coisas do depois. Uma noite perfeita de três minutos. Mesmo que apenas na página da crônica.

Leia Mais

Líderes mundiais destacam papel de Peres como campeão da paz

Os presidente de Estados Unidos, França e Alemanha saudaram o líder israelense Shimon Peres, falecido nesta quarta-feira , como um campeão que jamais deixou de acreditar na paz."Esta noite, Michelle e eu nos unimos a todos que, em Israel, nos Estados Unidos e em todo o mundo prestam homenagem à extraordinária vida do nosso querido amigo Shimon Peres", assinalou o presidente americano, Barack Obama. Peres foi "um pai fundador do Estado de Israel e um homem de Estado cujo compromisso com a segurança e a busca da paz era fundamentado em sua inquebrantável força moral e em seu inquebrantável otimismo", declarou Obama. "Há poucas pessoas com quem compartilhamos este mundo capazes de mudar o curso da história humana (...). Meu amigo Shimon era uma destas pessoas.Talvez porque tenha visto Israel superar imensos perigos, Shimon jamais renunciou à possibilidade da paz entre israelenses, palestinos e os vizinhos de Israel", concluiu o líder americano.Leia mais: Ex-presidente de Israel Shimon Peres morre aos 93 anos Pacifista israelense prega a solução de "Dois Estados e uma pátria" O presidente francês, François Hollande, afirmou que Peres foi "um dos mais ardentes defensores da paz" e "amigo fiel" da França. "Shimon Peres pertence agora à História, que foi companheira durante sua longa vida". "Israel perde um de seus estadistas mais ilustres; a paz, um de seus mais ardentes defensores, e a França, um amigo fiel", disse Hollande. Segundo o presidente francês, Peres era um "visionário que impressionava seus interlocutores com sua capacidade de propor iniciativas audazes e ideias novas".O presidente alemão, Joachim Gauck, recordou a "força de vontade" de Peres para "fazer avançar o processo de paz com os palestinos". "Apesar das atrocidades perpetradas (pelos nazistas) contra sua família durante o Holocausto, Shimon Peres estendeu a mão" aos alemães, disse Gauck em uma mensagem a seu colega israelense, Reuven Rivlin. "Por esta atitude, somos muito gratos a ele". "Sua vida a serviço da paz e da reconciliação pode servir de exemplo para os jovens".O ex-presidente americano Bill Clinton afirmou que Peres foi "um gênio com um grande coração". Clinton, que supervisionou a assinatura, em Washington, dos Acordos de Oslo entre israelenses e palestinos, disse que Peres foi "um fervoroso advogado da paz e da reconciliação". "Jamais esquecerei como ficou feliz há 23 anos quando firmou os Acordos de Oslo sobre o gramado da Casa Branca, anunciando uma era de maior esperança nas relações entre israelenses e palestinos". *AFP

Leia Mais

Conheça o novo Centro Integrado de Apoio do Instituto do Câncer Infantil

Só de passar em frente ao número 850 da Rua São Manoel é possível perceber que alguma coisa mágica acontece ali. O muro remete a um bosque encantado, cheio de árvores e cogumelos vermelhos. Na entrada, a imagem de um leão de juba laranja e sorriso aberto faz a recepção. Para as crianças que entram no prédio, ele lembra que a arma para enfrentar qualquer adversidade está dentro delas mesmas.— O leão significa coragem — diz Bernardo Pereira de Medeiros, nove anos. Leia mais: Fernanda Lima é presença confirmada na inauguração da nova sede do Instituto do Câncer Infantil Instituto do Câncer Infantil lança a 23ª Corrida pela Vida em Porto Alegre Quando o Instituto do Câncer Infantil (ICI) ficava na Rua Francisco Ferrer, o personagem de O mágico de Oz já inspirava Bernardo, que descobriu um linfoma há três anos, e outras centenas de crianças. Não podia ser diferente no novo Centro Integrado de Apoio, que será inaugurado oficialmente nesta quarta-feira no bairro Rio Branco — uma das maiores conquistas na história de 25 anos da instituição. O prédio de 3 mil m² tem quatro andares e muito mais espaço para gerar assistência integral aos pacientes e suas famílias, com consultórios de especialistas, recreação (incluindo biblioteca, computadores e muitos brinquedos), área administrativa, brechó, central de doações, núcleo de voluntariado e até um laboratório próprio para ampliar as atividades de pesquisa realizadas há mais de duas décadas pelo ICI. Ainda em construção, o Centro de Pesquisa Rafael Koff Accordi estudará alterações genéticas relacionadas à evolução do câncer infantil com o objetivo de descobrir novas estratégias no combate à doença. — O novo centro de apoio é um espaço onde nós vamos poder ampliar o que já era feito e desenvolver novos programas e projetos que venham a somar para essas crianças e suas famílias — destaca o diretor-presidente do ICI, Algemir Brunetto. No térreo, um painel denominado "Estrada de tijolinhos amarelos", outra referência à aventura de Dorothy e sua turma pela terra de Oz, homenageia os parceiros que colaboraram para a construção do prédio, bem como fazem as centenas de nomes grafadas nas paredes das escadas. Presidente do Conselho Deliberativo, Lauro Quadros atribui aos propósitos envolvidos e à credibilidade da instituição o sucesso na arrecadação dos R$ 9 milhões necessários para a obra, juntados durante quase 10 anos.— Como qualquer instituição séria, o instituto tem suas metas. Mas essas metas são sempre superadas, sempre nos surpreende. E nada seria realizado se não fosse a credibilidade que tem diante da comunidade — explica, lembrando que o ICI tem apenas 65 funcionários e 450 voluntários. Brunetto explica que a nova sede do instituto já está sendo utilizada desde janeiro, e, nos últimos meses, trabalhou-se na instalação de móveis, na decoração e na estruturação de projetos e programas de assistência. Nesta quarta, o prédio será apresentado para a imprensa no período da manhã, e, à noite, haverá uma solenidade para convidados e autoridades, com descerramento da placa e corte da faixa inaugural. Já no sábado, a partir das 14h, haverá, na rua, uma programação voltada à comunidade, com atrações como brechó da instituição, food truck, Orquestra de Brinquedo e apresentação dos gauchinhos do The voice kids.Três exemplos de bravuraBernardo já conhece a nova sede do Instituto do Câncer Infantil como a palma da mão. Passeando pelos corredores com uma energia que só uma criança de nove anos tem, nem parece o mesmo que chegou há três anos ao ICI, ainda no centro antigo. Fragilizado por causa do tratamento de um Linfoma de Hodgkin, ele precisava entrar no prédio carregado no colo pelo avô, Mauricio dos Reis de Medeiros, 59 anos. Bernardo conhece a nova sede do Instituto do Câncer Infantil como a palma da mão Foto: Félix Zucco / Agencia RBS Além das dificuldades impostas pela doença, a família de Viamão sofreu uma perda avassaladora na mesma época. Foi durante o tratamento de Bernardo que o pai do menino, filho de Medeiros, morreu em um acidente de moto a caminho do trabalho, com apenas 24 anos. O avô precisou juntar forças para manter a família nos trilhos, e os cuidados que o neto obteve no instituto ajudaram. — A gente é bastante amado aqui — conta o avô. Medeiros diz que hoje o neto está curado, mas precisa retornar ao Hospital de Clínicas para fazer exames a cada quatro meses — e daí o guri não perde a oportunidade de voltar ao instituto. A criança também vai no dentista do ICI e acompanha a avó, que consulta psicólogo no centro. Bernardo não deixa de tirar um tempinho para jogar videogame na ala de recreação — que as crianças buscam explorar em cada pedacinho, como conta a voluntária Andréia de Mello, 47 anos. Nesta semana, ele ainda pegou emprestado um livro da biblioteca do ICI, Harry Potter e o cálice de fogo. O exemplar tem mais de 500 páginas, mas o menino está certo de que, "aos poucos", vai vencê-lo. Outra usuária da biblioteca é Daniela Saueressig Gonçalves, 10 anos, que já leu todas as edições de Diário de um banana. A menina também aproveita os joguinhos nos computadores quando vai ao instituto para consultar com dentista, psicólogo e nutricionista ou para pegar remédios quando não consegue no posto de saúde. Daniela (D) ainda frequenta o instituto, acompanhada da mãe, Maristela Foto: Félix Zucco / Agencia RBS Daniela enfrentou uma aplasia de medula quando menor, e hoje segue com acompanhamento. Há quatro anos, fez transplante de medula óssea — a irmã menor, Karen, fez a doação. No Hospital de Clínicas, uma assistente social indicou o instituto à família, onde retiraram cestas básicas e roupas. A mãe, Maristela Saueressig Gonçalves, 48 anos, aproveita para fazer oficinas de artesanato no ICI, onde já aprendeu a pintar panos de prato e a fazer encadernação — além de tomar um chimarrão e se distrair um pouco com amigas que conheceu ali, como Mara Regina Saraiva, 53 anos.Mara é avó de Pedro Saraiva Garcia, seis anos, que tem a mesma doença que Dani teve, também fez transplante de medula e segue em tratamento. Ele tem ferimentos na pele em função de DECH (Doença do Enxerto Contra Hospedeiro) e queda de cabelo por causa do medicamento imunossupressor. Mas quando está na ala de recreação do instituto, ou correndo em área anexa com grama sintética, ao ar livre, Pedro não reclama de nada. Ele mesmo pede para ir ao ICI quando eles vêm de Pinheiro Machado, a seis horas da Capital, para receber o tratamento no Clínicas. O menino ganha força quando vai ao cabide de fantasias do espaço de recreação e veste um dos uniformes de super-herói. — Porque a minha mãe sempre diz para ser corajoso — explica.A miniatura de Capitão América olha no relógio do Grêmio (que usa apesar de ser colorado). Sem querer apressar, mas já apressando, alerta a repórter e encerra a entrevista:— O Hulk está me esperando.

Leia Mais

Será Humberto, Roberto ou Florisberto? 

O Roys gostava de botar apelido nos outros. Foi ele quem apelidou o Jorge de Barnabé, por causa de um detetive de seriado chamado Barnaby Jones.O Luiz Carlos era baixinho e gordinho. Virou Barril.Já o Henrique tornou-se para sempre Diana, porque tinha uma cachorrinha com esse nome.O Zoreia acho que também foi o Roys quem apelidou, porque ele vivia usando uma camisa estampada com o desenho do Topo Gigio, aquele ratinho italiano de orelhas enormes.Mas, como o Roys era bem magrinho, algum gaiato começou a chamá-lo de Languiça, e ele ficou furioso. Bastava a gente gritar "e aí, Languiça!" e o Roys pedia briga. Um erro. Como inventor de apelidos, o Roys devia saber que o apelido pega, mesmo, quando o cara se importa.Já contei do Meia Longa, não é? Meia Longa era personagem de propaganda de caderneta de poupança. Aparecia um coelho e tocava a música:"Eeeeu sou o Meia Longa, coelho muito sabido, amigo das crianças, o multiplicadooor...".Bem. Por algum motivo, apelidamos um baita negão, nosso vizinho, de Meia Longa. Nunca vi ninguém ficar tão brabo por causa de um apelido. Ele morava no térreo, a janela da sala dando para a rua. Nós íamos ali para a frente e cantávamos, em coro: "Eeeeeeeu sou o Meia Longa, coelho muito sabido...". Em um segundo, ele abria a porta e saía correndo atrás de nós. Gritava que ia nos matar e acho que mataria mesmo, se nos alcançasse. Era muito engraçado.O Plisnou, você deve saber, é um aportuguesamento de please no, "por favor, não". A origem do apelido é uma piada horrível que o Jorge Barnabé contava. O Jorge Barnabé não sabe contar piada. Ele conta a Pior Piada do Mundo. Meu Deus, que piada medonha. A Pior Piada do Mundo é tão ruim, que estraga festas e espalha bolinhos. O Barnabé adora contá-la, mesmo que acabe com a noite. Ele disfarça, diz que é outra história e, quando estamos desprevenidos, ataca com a Pior Piada do Mundo. É muito desagradável.A do Plisnou também é terrível, mas não tanto.Hoje em dia, os brasileiros pouco colam apelidos uns nos outros. Estamos mais sérios. No futebol, por exemplo, os jogadores agora são chamados por nome e sobrenome. É uma das causas da decadência do futebol brasileiro. Perdemos a manha, entende? Atacante bom é atacante com apelido: Pelé, Garrincha, Didi, Vavá, Zico, Tostão, Zizinho, Palhinha, Fumanchu, Lula, Babá são muito melhores do que esses sujeitos com nome de contador: Alan Cardoso, Rodrigo Souza...Mesmo zagueiros são melhores com apelido. No Próspera, de Criciúma, o becão Nivaldo era chamado de Churrasco devido ao que fazia com os atacantes.Mas os dirigentes não gostam de apelidos. Uma vez, o Criciúma contratou o centroavante Cláudio Batata, do Inter. Antes de o jogador chegar, o vice de futebol do clube nos chamou, aos repórteres, e pediu:– Não chamem o cara de Batata. Chamem de Cláudio. Por favor...Tudo bem, decidimos acatar. Aí, olhei para o pátio do estádio e vi aquele tipo chegando. Era um alemãozinho retaco, o nariz redondo. Parecia uma batata caminhando. Só podia ser ele. Aproximei-me e perguntei:– Tu és o Cláudio?E ele:– Não. Eu sou o Batata.Rapaz de personalidade.Agora, neste tempo de escassos apelidos, fiquei encantado com a criatividade do pessoal do departamento de propinas da Odebrecht. Eles botavam codinomes nos políticos financiados pela empresa. Palocci era o Italiano. Meio óbvio, talvez. Mas os políticos gaúchos não tinham pseudônimos tão óbvios assim. Verdade que, nas mensagens interceptadas pela polícia, há um Betão, que provavelmente é Roberto, Humberto ou Florisberto. Mas também há o Legislador, que é imponente demais, deve ser ironia. E consta o Animal, que pode ser elogio ou xingamento. E ainda os misteriosos Três e Zambão.Quem serão eles? Faça o seu palpite.  Leia todas as colunas de David Coimbra

Leia Mais

Filmes para ver nesta quarta-feira

O EXORCISTA (The exorcist) — De William Friedkin. Com Linda Blair e Ellen Burstyn. A série de TV homônima que acaba de estrear paga tributo a este clássico que foi um estrondoso sucesso de bilheteria em seu lançamento. Menina possuída pelo diabo trava uma luta mortal com os religiosos que tentam arrancar o capeta de seu corpo. Sequências de grande impacto (a masturbação com um crucifixo, a cabeça da garota girando sobre o corpo, móveis voando) são exemplo do melhor artesanato cinematográfico a serviço de um gênero – as trucagens são todas mecânicas. Terror, EUA, 1973, 122min. Maxprime, 13h40min Leia todas as críticas e notícias de cinema em ZH PALAVRAS E IMAGENS (Words and pictures) — De Fred Schepisi. Com Juliette Binoche e Clive Owen. Vez que outra, a francesa Juliette filma nos EUA falando em inglês, como neste filme que ficou inédito nos cinemas brasileiros. A atriz vive uma professora de artes contratada para trabalhar em escola preparatória, onde irá conhecer um professor de inglês frustrado com a falta de interesse dos alunos pela literatura. Além do envolvimento romântico, os dois mestres promoverão uma competição criativa para mobilizar os jovens. Comédia dramática, EUA/Canadá/Australia, 2013, 11min. Max up, 15h15minPERDIDO EM MARTE (The martian) — De Riddley Scott. Com Matt Damon. Astronauta vira um náufrago espacial quando seus companheiros de missão a Marte, acreditando que ele morreu, o deixam para trás. O azarado viajante terá de fazer uso de suas habilidades científicas para sobreviver no planeta inóspito e torcer por um improvável resgate. Ficção científica, EUA, 2015, 144min. Telecine Pipoca, 19h25minOS HOMENS PREFEREM AS LOIRAS (Gentlemen prefer blondes) — De Howard Hawks. Com Marilyn Monroe e Jane Russell. Duas belas coristas embarcam em um cruzeiro interessadas em fisgar um bom partido. O número musical Diamonds are a girl's best friend, com Marilyn, é um momento memorável do cinema. Comédia musical, EUA, 1953, 91min. Telecine Cult, 20h10min Leia mais notícias sobre televisão TV abertaCOMO AGARRAR MEU EX-NAMORADO (One for the money) – De Julie Anne Robinson. Com Katherine Heigl. Mulher arranja emprego como caçadora recompensas e ganha na sua primeira missão a tarefa de capturar um ex que a abandonou. Comédia, EUA, 2012, 90min. RBS TV, 14h55min

Leia Mais

80 anos

Certas idades cintilam mais do que outras. Os 15 marcam o fim da infância, os 30 não teriam tanta relevância não fosse Balzac e os irmãos Marcos e Paulo Sergio Valle, já os 40 nunca precisaram de livros e canções: eram donos absolutos do título "metade da vida", o momento de decidir se as escolhas feitas na juventude tinham fôlego para manter-se ou se era hora de mudar de rota. Isso antes de vivermos tanto. Hoje em dia, metade são os 50, numa existência (otimista) de 1 a 100. Todos acusam o golpe: fez 50, passou para o outro lado. Os 60 e 70 são marcantes também, por mais que esses números causem rebuliços na vaidade: como eu, me sentindo tão jovem, seja considerado de terceira idade? Como eu, com a cabeça tão boa, tenha os joelhos fracos e os olhos embaçados? Como eu, logo eu, tenha chegado até aqui sendo chamado de tio e tia se até ontem era um playboy, uma gatinha, um ser ainda valioso no mercado erótico? É quando começa o curto-circuito entre a jovialidade do espírito e a decadência do corpo, entre a jovialidade da mente e a decadência da vontade; aprendemos forçosamente a nos equilibrar entre o mais e o menos, entre o novo e o velho. Há que se ter maturidade para equalizar e extrair dessa passagem do tempo um diagnóstico positivo da experiência.Até que se chega aos 80. É a idade (com margem de erro de dois pontos para mais e para menos) dos pais dos meus amigos, dos meus próprios pais e de inúmeras pessoas que admiro. E o que tenho visto é só celebração. Os 80 são motivo de festa, de orgulho e de uma espécie refinada de liberdade. Já não há mais tanta preocupação com o que os outros pensam, assume-se um pódio de chegada onde o troféu é olhar para trás e ser grato pela estrada percorrida, pelas conquistas profissionais, pela família constituída e pelos amores que nos tiraram o sono — para o bem e para o mal. Quem é que chega aos 80 sem nada para contar? Não há como não se ter uma biografia aos 80. Você pode se sentir vencido, mas venceu também. Foi além da expectativa do IBGE. E o prêmio é não precisar mais atender às demandas do mercado. Não tenho pressa nenhuma de atingir essa meta, sei que tem o lado perturbador, mas, sendo inevitável (aquela alternativa? não, obrigada), melhor render-se e desfrutá-la. Esta crônica é dedicada ao genial Luis Fernando Verissimo, um dos poucos ídolos que tenho — o outro é Woody Allen, rumo aos 81. Grandes homens que souberam honrar os anos vividos, que compartilharam conosco sua inteligência, humor e cultura, e que nos fazem perder o medo de chegar lá: onde tantos temem a aridez e a improdutividade, ainda há terreno fértil, esperança e futuro. Leia outras colunas de Martha Medeiros

Leia Mais

Iotti: calote 

Foto: Iotti / Agencia RBS Leia também: Badesul tem R$ 355 milhões em negócios de risco                                                Tarso sobre Badesul: "Todos os esclarecimentos estão sendo prestados"                  Caso Badesul: após Piratini criar sindicância, deputado recua em CPI        Confira todas as charges do Iotti Leia as últimas notícias de Zero Hora

Leia Mais

"A Cidade Onde Envelheço" é o grande vencedor do Festival de Brasília

O longa-metragem A Cidade Onde Envelheço, de Marília Rocha, foi o grande vencedor do 49º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro. Ao todo, o filme recebeu quatro Troféus Candangos com os prêmios de melhor filme, direção, ator coadjuvante, para Wederson Neguinho, e melhor atriz, que foi dividido entre Elizabete Francisca e Francisca Manuel. O filme conta o drama de Teresa (Elizabete Francisca Santos), uma jovem portuguesa que decide deixar o país para morar no Brasil.O documentário Martírio foi o ganhador do prêmio de melhor filme pelo júri popular. A animação Quando os Dias Eram Eternos venceu como melhor curta. O longa gaúcho Rifle também conquistou duas categorias: roteiro e som. O filme de Davi Pretto saiu da cerimônia como o favorito da crítica, menção entregue pela Abraccine.Leia também: Filme "Castanha", de Davi Pretto, é um marco do cinema gaúcho Assim como na solenidade de abertura do festival, a cerimônia de entrega dos prêmios foi marcada por protestos contra o governo do presidente Michel Temer. Gritos de "Fora Temer" estiveram em discursos de diversos dos ganhadores. Sem a presença de autoridades e com poucos ganhadores para receber o prêmio, a cerimônia encerrou a disputa da mostra competitiva. Segundo a organização do evento, cerca de 30 mil pessoas assistiram aos filmes.O evento de premiação foi aberto pelo filme Baile Perfumado, de Paulo Caldas e Lírio Ferreira, exibido há 20 anos no festival. O crítico e ator Jean-Claude Bernardet foi homenageado com a medalha Paulo Emílio Salles Gomes, criada para esta edição da mostra.PremiaçãoA mostra competitiva ofereceu neste ano R$ 340 mil em prêmios - mesmo valor do ano passado. A maior premiação ocorre para produções de longa-metragem. Ao todo são R$ 210 mil para 12 categorias, incluindo diretor, atriz, ator, roteiro, fotografia e trilha sonora. O melhor filme levou R$ 100 mil.Produções de curta ou média-metragem concorrem a R$ 80 mil em prêmios, sendo R$ 30 mil para melhor filme. O Prêmio do Júri Popular, escolhido por votação do público, ofereceu R$ 40 mil ao melhor longa e R$ 10 mil ao melhor curta ou média-metragem.Ao todo, o festival recebeu 132 inscrições de longas. A comissão que avaliou as produções foi composta por cinco especialistas na sétima arte. Todos os filmes finalistas são inéditos no Brasil. A 50ª edição do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro está confirmada para os dias 19 a 26 de setembro de 2017.Confira a lista dos filmes ganhadores do Troféu Candango:TROFÉU CANDANGOLonga-metragemMelhor FilmeA Cidade Onde EnvelheçoMelhor Filme pelo Júri PopularMartírioMelhor DireçãoMarilia Rocha por A Cidade Onde EnvelheçoMelhor AtorRômulo Braga por Elon Não Acredita no AmorMelhor AtrizElizabete Francisca e Francisca Manuel por A Cidade Onde EnvelheçoMelhor Ator CoadjuvanteWederson Neguinho por A Cidade Onde EnvelheçoMelhor Atriz CoadjuvanteSamya de Lavor por O Último TragoMelhor RoteiroDavi Pretto e Richard Tavares por RifleMelhor FotografiaIvo Lopes Araújo por O Último TragoMelhor Direção de ArteRenata Pinheiro por DesertoMelhor Trilha SonoraPedro Cintra por Vinte AnosMelhor SomMarcos Lopes e Tiago Bello por RifleMelhor MontagemClarissa Campolina por O Último TragoEspecial do JuriMartírioCurta-metragemMelhor FilmeQuando os Dias eram Eternos, de Marcus Vinicius VasconcelosMelhor Filme pelo Júri PopularProcura-se Irenice, de Marco Escrivão e Thiago B. MendonçaMelhor DireçãoFellipe Fernandes por O Delírio é a Redenção dos AflitosMelhor AtorRenato Novais Oliveira por ConstelaçõesMelhor AtrizLira Ribas por Estado ItineranteMelhor RoteiroO Delírio é a Redenção dos AflitosMelhor FotografiaIvo Lopes Araújo por SolonMelhor Direção de ArteO Delírio é a Redenção dos AflitosMelhor Trilha SonoraQuando os Dias eram EternosMelhor SomConfidenteMelhor MontagemDemonia – Melodrama em 3 AtosTROFÉU CÂMARA LEGISLATIVAMelhor FilmeCatadores de História, de Tania QuaresmaMelhor Filme pelo Júri PopularCora Coralina – Todas as Vidas, de Renato BarbieriMelhor Curta-metragemRosinhaMelhor Curta pelo Júri PopularDas Raízes às PontasMelhor DireçãoVladimir Carvalho por Cícero Dias – O Compadre de PicassoMelhor AtorEdu Moraes por A Repartição do TempoMelhor AtrizMaria Alice Vergueiro por RosinhaMelhor RoteiroCícero Dias – O Compadre de PicassoMelhor FotografiaCatadores de HistóriaMelhor MontagemA Repartição do TempoMelhor Direção de ArteA Repartição do TempoMelhor Edição de SomMicael Guimarães por Cora Coralina – Todas as VidasMelhor Trilha SonoraCatadores de HistóriaOUTROS PRÊMIOSPrêmio Canal Brasil – Melhor curtaEstado Itinerante, de Ana Carolina SoaresPrêmio Abraccine (Associação Brasileira de Críticos de Cinema) – Melhor Longa-metragemRifle, de Davi PrettoPrêmio Abraccine – Melhor Curta-metragemEstado Itinerante, de Ana Carolina SoaresPrêmio SaruêRosinha, de Gui CamposMarco Antônio Guimarães – Conferido pelo Centro de Pesquisadores do Cinema Brasileiro para o filme que melhor utilizar material de pesquisa cinematográfica brasileiraMartírio, de Vincent CarelliPrêmio Conterrâneos – Troféu oferecido pela Fundação CineMemória ao melhor documentárioVinte Anos, de Alice de Andrade* Com agências

Leia Mais

Notícias Locais

    GOVERNADOR DO ESTADO EM SANANDUVA ASSINA ORDEM DO INÍCIO DA

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Sorteio de Páscoa da Rádio Ibiaçá

radio ibiaça fm

Leia Mais

    VII FEIRA DA SAÚDE DA MULHER EM IBIAÇÁ

radio ibiaça fm

Leia Mais

    SICREDI IBIAÇÁ INAUGURA NOVAS INSTALAÇÕES

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Doe e ajude o Hospital de Ibiaçá

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Programação da 64ª Romaria de Ibiaçá

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Nota Fiscal Gaúcha contemplou 36 ibiaçaenses em 2015

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Concurso e Processo Seletivo Prefeitura de Ibiaçá

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Vem aí a XII Expo Ibiaçá

radio ibiaça fm

Leia Mais

    ACADÊMICOS DO CURSO DE DIREITO REALIZARÃO JURI SIMULADO

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Festejos Farroupilha de Ibiaçá teve Cristiano Quevedo

No repertório, sucessos como Contraponto, Pé no Estribo e Gaúcho Coração

radio ibiaça fm

Leia Mais

    1º Filó reúne cerca de 600 admiradores da cultura italian

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Ibiaçá comemora 50 anos em 2015

radio ibiaça fm

Leia Mais

    REGULAMENTO PARA ESCOLHA DAS SOBERANAS

radio ibiaça fm

Leia Mais

    ACIDENTE FATAL NA ERS 135

radio ibiaça fm

Leia Mais

    LAMBRETEIROS VISITAM O SANTUÁRIO DE IBIAÇÁ

radio ibiaça fm

Leia Mais

    JOGOS RURAIS EM IBIAÇÁ

radio ibiaça fm

Leia Mais

    INAUGURA EM IBIAÇÁ NOVA ACADEMIA

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Alunos da E.E. A. Picolotto apresentam seus Projetos

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Manifestação na ERS 467 entre Ibiaçá e Tapejara

radio ibiaça fm

Leia Mais

    RÁDIO IBIAÇÁ FM PROMOVEU SORTEIO BRINDES PARA CRIANÇAS

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Capotamento e engavetamento de carros

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Romaria à Consoladora de Ibiaçá recebe milhares de fiéis

radio ibiaça fm

Leia Mais

    CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Câmara de Vereadores terá concurso para Técnico Contábil

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Programa Gaúcho de Microcrédito chega a Ibiaçá

radio ibiaça fm

Leia Mais

    A 11ª Expo Ibiaçá acontece neste final de semana em Ibia

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Oratória nas escolas chega ao final em Ibiaçá

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Artesãs de Ibiaçá participam de Feira de Artesanato

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Comitiva da Expo Ibiaçá divulga feira em Porto Alegre

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Ministérios recebem FETRAF-SUL/CUT

Foram anunciadas medidas para problemas de conflitos agrários na região.

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Cozinha Brasil teve 156 alunas em Ibiaçá

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Temperatura deve ultrapassar os 30°C nesta quarta-feira

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Agricultores farão paralisação na ERS 126 em Sananduva

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Detran lança programa CNH Social no RS

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Homem morre em acidente com caminhão espalhador de calcári

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Saúde de Ibiaçá promove Outubro Rosa

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Ibiaçá reúne 600 pessoas no Baile da Idade Feliz

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Última Forania do ano aconteceu em Ibiaçá

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Desfile Cívico encantou ibiaçaenses

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Abertas inscrições para Invernada Mirim de Ibiaçá

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Capotamento no trevo da RS-467

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Ibiaçá se prepara para Semana Farroupilha

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Agosto Azul mobiliza homens ibiaçaenses

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Idade Feliz celebra 16 anos de fundação em Ibiaçá

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Jovens prestam Juramento à Bandeira

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Termina a 5ª Conferência Estadual das Cidades em Porto Ale

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Assistência Social de Ibiaçá realiza Curso de Pizzas

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Furto no Interior de Ibiaçá

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Campanha de Multivacinação

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Ibiaçá comemora resultado na Consulta Popular Cidadã

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Ibiaçá conquista mais R$ 150 mil do Ministério da Agricul

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Ibiaçá receberá R$ 100 mil para ambulância

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Ibiaçá: Bairro Coohasa agora tem novas ruas calçadas

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Escolhidas as soberanas de Ibiaçá 2013/2014

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Ibiaçá se mobiliza para Consulta Popular Cidadã

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Dois indivíduos foram presos em Ibiaçá por tráfico de dr

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Começa a preparação das candidatas a Rainha e Princesas

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Vem aí a 8ª Conferência Municipal de Saúde de Ibiaçá

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Alunos da Escola Adelaide Picolotto realizam protesto

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Nove candidatas concorrem ao título de Rainha e Princesas

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Prefeito de Ibiaçá Recebe Prêmio de Resp. Fiscal e Social

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Tentativa de furto a Caixa Eletrônico do Banco do Brasil

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Atropelamento com vítima fatal em Tapejara

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Ibiaçá sedia Conferência do Território Nordeste/RS

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Abertas as inscrições para Concurso de Soberanas de Ibiaç

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Asfalto de Tapejara a Santa Cecília do Sul é anunciado

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Planetinha Saúde chega a Ibiaçá

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Ministério do Desenv. Agrário cria Território Nordeste/RS

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Emater de Ibiaçá recebe veículo 0KM

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Escolhidas as Soberanas do Grupo Idade Feliz de Ibiaçá

radio ibiaça fm

Leia Mais

    ACIDENTE NO TREVO DE IBIAÇÁ DEIXA TRÊS FERIDOS

radio ibiaça fm

Leia Mais

    ACISAI Promove Palestra com Eduardo Tevah

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Participação Popular e Cidadã Benifícia Ibiaçá

radio ibiaça fm

Leia Mais

    08 de junho - Dia Nacional de Vacinação contra Poliomielit

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Ibiaçá convoca para 1ª Conferência Municipal da Cidade

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Posse da Nova diretoria do SINTRAF- IBIAÇA

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Ibiaçá realizará Dia do Desafio e Campanha Cidade Limpa

radio ibiaça fm

Leia Mais

    FDRH divulgará hoje(22) o gabarito do concurso do magistér

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Ibiaçá promove Conferência Municipal de Educação

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Acidente em Linha Calegari

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Conhecida a primeira ganhadora da Compra Premiada 2013

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Realizado primeiro sorteio do Bolão Ibiaçaense 2013

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Ganhadoras do Sorteio da Rádio Ibiaçá de Dias da Mães

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Café com o Prefeito

radio ibiaça fm

Leia Mais

    COMAPE discute atividades na agricultura de Ibiaçá

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Curso de Manicure e Pedicure em Ibiaçá

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Teatro encanta público em Ibiaçá

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Campanha de doação de sangue

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Avaliações de atletas em ibiaça

radio ibiaça fm

Leia Mais

    ACISAI DE IBIAÇÁ LANÇA “PROMOÇÃO COMPRA PREMIADA 2013

radio ibiaça fm

Leia Mais

    GUIAS DE IPTU 2013 JÁ ESTÃO DISPONÍVEIS AOS CONTRIBUINTES

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Marcon anuncia mais R$ 200 mil para Ibiaçá

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Santa Cecília do Sul recebe emenda parlamentar de R$ 250 mi

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Comitiva de Ibiaçá defende projetos em Brasília

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Professores da escola Adelaide Picolotto aderem a paralisaç

radio ibiaça fm

Leia Mais

    ELEITA NOVA DIRETORIA DO SINTRAF DE IBIAÇÁ

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Empresa Leitchê de Tapejara é assaltada

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Acidente com ônibus de estudantes em Charrua

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Incêndio na Cooperativa Coofiume em Ibiaçá

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Ibiaçá comemora desempenho da safra 2013

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Arca das Letras chega às comunidades de Ibiaçá

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Biblioteca Municipal de Ibiaçá é contemplada

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Ibiaçá implanta área demonstrativa de pastagens de invern

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Agricultores ajudam a definir ações na Patrulha Agrícola.

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Promege repassa R$ 8 mil para Associações de Produtores de

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Em dia com o Serviço Militar

O prazo para alistamento encerra no dia 30 de abril.

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Entulhos e galhos tem dia definido para recolhimento em Ibia

radio ibiaça fm

Leia Mais

    Lançada a campanha Bolão Ibiaçaense 2013

O 1º sorteio acontecerá no dia 11 de maio.

radio ibiaça fm

Leia Mais

    VACINAÇÃO CONTRA GRIPE EM IBIAÇÁ

radio ibiaça fm

Leia Mais

Pedir Musica





Clima Tempo



Eventos